Slides e Links de Todas as postagens

13 dezembro, 2011

Dominação, submissão e sadomasoquismo na espécie humana desde os primórdios



   Depois da “revolução sexual” dos anos sessenta e apesar da evolução, da globalização e do evento da internet, ainda continuamos cheios de tabus e preconceitos no que se refere a sexualidade, até mesmo entre alguns profissionais locais da área da psicologia e da psiquiatria que esqueceram de evoluir com a medicina moderna mundial e continuam presos em velhos conceitos que já caíram por terra faz algum tempo.   Neste aspecto está o sadomasoquismo, que está intrinsecamente ligado a espécie humana desde os primórdios da civilização, expressado principalmente nas religiões primitivas e ainda hoje em muitas delas e também em conceitos de vida, como exemplo cito a própria castidade religiosa, a autoflagelação com laminas afiadas em comemoração a páscoa nas Filipinas, os rituais sexuais do Kama Sutra (que tem muito haver com BDSM) como muitos outros casos.

Rituais de páscoa nas Filipinas

   Entretanto tornou-se uma aberração em  tempos passados, quando homens poderosos e sádicos doentios se juntaram na mesma pessoa, como exemplo temos o Reino do Terror de França durante a Revolução Francesa, o Holocausto durante a sengunda grande guerra, a Santa Inquisição Católica, o sadismo do rei Henrique VIII da Inglaterra e muitos outros exemplos que fizeram com que psiquiatras como Freud considerassem tudo como forma de desvio de conduta sexual, generalizando tudo, o que a medicina moderna considera um exagero e hoje separa o sadomasoquismo erótico, inerente da espécie humana dos doentes psicopatas e criminosos.
Berlinda (ou canga) da Santa Inquisição Católica

   Depois do movimento de liberdade sexual dos anos 60 com o surgimento da pílula anticoncepcional, do movimento arco-íris iniciado pelas lésbicas e seguido por homossexuais de ambos os sexos e simpatizantes, depois da atual campanha contra homofobia ainda vivemos a repressão contra a opção da forma como se deseja viver a sexualidade.
O movimento arco-íris começou pelas lésbicas

   Todos temos algum grau de sadismo ou masoquismo erótico, mesmo sem ter conhecimento ou consciência disto.

   ‘A noite cai e ela está intrigada vendo-o dirigir em silêncio, lembra-se que concordou em fazer todas as suas vontades sem questionamentos, confia nele depois de quase dois anos de namoro, então ele pára diante de uma bela, porém isolada casa de campo, o coração dela dispara de curiosidade e excitação com todo contexto e cenário, ele contorna o carro e abre a porta para ela sair, antes de ela estar totalmente de pé ele agarra seus cabelos terminando de puxá-la para fora do carro e beijando-a com sofreguidão, debruça-a sobre o carro ainda segurando-a pelos cabelos, ela solta um leve gemido e então sente a mão dele que sobe por suas coxas e toca-lhe o sexo, ela estremece e sente os dedos dele escorregando em seus fluidos vaginais enquanto ele sussurra obscenidades em seu ouvido, puxa sua calcinha fazendo-a livrar-se dela e a põe no bolso perguntando se ela tem certeza que quer mesmo satisfazer todas as vontades dele sem restrições como fora pedido de presente de aniversário; ela diz com voz apaixonada e excitada que sim, então ele a conduz para dentro e tão logo entram na casa ele a joga sobre a mesa e diz: _Fique de quatro em cima da mesa e peça para ser chupada como uma vadia!...’

    Este trecho que descrevi te excitou?   Isto pode acontecer fora do contexto BDSM, que aliás, não é do que estou falando aqui, embora ainda conserve o CONSENSUAL da tríade, mas por mero instinto de um dominador nato, apesar de não se saber sendo um, é do que eu falo.
   O que eu quero dizer com isto é que o que é chamado de sexo apimentado, de sexo picante, nada mais é do que o sadomasoquismo erótico e/ou D/s (Dominação/submissão [neste caso inconscientemente]) que está para a humanidade desde que o homem pré-histórico ‘deu uma cacetada na mulher e a arrastou para sua caverna’.
ou
Se a idade da pedra fosse hoje (risos)

   A preferência  que a maioria dos homens têm de possuir a mulher de quatro é o instinto primitivo de dominação e desejo de ver seu ‘objeto’ de prazer em uma posição de submissão, assim como a maioria das mulheres se sentem muito mais fêmeas quando são subjugadas sexualmente.

   Óbvio que isto é exemplo generalizado e a posição de quem domina e quem é dominado independe do sexo, estou apenas falando do contexto mais corriqueiro e gritante da nossa espécie, que vem colocando as feministas no lugar ultrapassado que elas merecem estar, nada contra o progresso profissional da mulher ou as que preferem o papel de dominadoras, falo de forma generalizada, da minha opção pessoal e em defesa daquelas que sentem-se excluídas por preferirem a submissão, o que aliás as deixam lindas enquanto fêmeas que são.

Dorei Fobofílica.

8 comentários:

Eroticamente (In) Correto disse...

Me vi no teu post,... Vou ter que te ler mais,...rsrs




Beijo do IN_

Cabrito Lunático disse...

Querida amiga, sempre esclarecendo os leigos, adoro seus textos.

Linda sua árvore de natal, dá prá mim...

bjs doce

LOIRINHA KSADA... disse...

....aaa essa minha amiga que sempre está a me emocionar, por todo seu carinho e por textos tão deliciosos e esclarecedores para muitos e muitos... menina aquela das cavernas, eu puxando Mansinho kkkk....

E tem presentinho para esta alma sub que amo lá em casa:
http://loirinhaksada.blogspot.com/2011/12/selo-premio-alma-submissa.html

Bjs, bjs, bjs...

Desejos e Fantasias de Casal disse...

Postagem sensacional...




beijos


Cris e Junior
http://desejosefantasiasdecasal.blogspot.com/

Deh... disse...

Dorei... vc escreve: essa tua boca é mesmo uma tentação, a gente olha e sente que ela pede, faz a gente acender, querer, te querer. Depois me fala sobre um menage feminino....
Mulher.... isso é tortura...rsrs, fique com agua na(s) boca(s) aqui, diante de tudo isso...rsrs
Hummm..... que gostoso, só de imaginar...rsrs

Beijos minha Querida

{princess kitty}龍戦士 disse...

Oi minha amada!!!

Perfeita tua colocação e comparação do sadomasoquismo. Sim, isso é algo que vem de muito tempo atrás e como você mesma disse, de uuma maneira ou de outra, todos nós temos um pouco disso, sendo inconsciente ou não.

E é como você falou, sabe, tem horas que cansa, ser a mulher moderna, independente, feminista, que assume TODAS as responsabilidades o tempo todo, e é por isso que gosto tanto do BDSM tbm, para poder ser apenas isso: uma doce fêmea excitada e submissa aos desejos do seu homem. Mas essas minhas divagações vão longe... rsrsrs

Querida, ADOREI te ler e conhecer um pouco mais da rua história no Diário de Bordo, eu já sabia um pouco, mas ler lá, os detalhes ( adorei o estou me "lascando" até hoje rsrs)foi maravilhoso! Parabéns por expor e dividir conosco mais um pouquinho de você.
Estou comentando aqui, porque não estou conseguindo comentar no Diario, assim, como o seu, li os da Loirinha entre outros que me emocionaram por lá, mas na hora que vou comentar, dá erro do blogger, detesto esses bugs rsrs, mas espero que logo passe :P

E mais uma vez, obrigada pela lembrança do meu niver! :D

Muitos miaubeijos com carinho minha linda =^.^=

LOIRINHA KSADA... disse...

...voltei rsrsr.... com mais um kkkk....

http://loirinhaksada.blogspot.com/2011/12/dose-tripla-de-lena-lopez.html

Bjs, bjs, bjs...

LadySiri disse...

Dorei, te ler "acorda" meus instintos, rs...e graças aos teus posts, vou perdendo os receios e pré-conceitos equivocados de uma reles leiga no assunto. Só tenho a agradecer...
Beijos!

Seguidores

AVISO:

As imagens contidas neste blog foram tiradas de sites de busca, estando disponíveis livremente na rede, sem fazer referencia aos autores. Entretamto sem o intuito de usar material de terceiros indevidamente, digo que, caso voce seja autor de alguma delas e deseje que a retire, deixe um comentário e a retirarei ou colocarei os devidos créditos se for da tua vontade.

Atenciosamente;
Dorei Fobofílica.