29 outubro, 2011

Nova Relação, Novos Acessórios!




   Por estes dias eu estava no chat de imagens colando fotos do meu blog quando de repente um sujeito que se intitulava Dominador de cujo nickname não me recordo, veio e me disse que ele tinha ido ao meu Blog de Imagens e gostado das fotos, que ele tinha plugs com calda e blá, blá blá...   Eu respondi que não acreditava que ele usasse os mesmos objetos em mais de uma pessoa e ele teve a cara de aço de me dizer que ele colocava sempre preservativos.
   Depois desta lamentável declaração eu fiquei pensando...   Será que tem mulher, submissa ou não que se preste a permitir usar em seu corpo algo que fora usado em outra?   Na dúvida resolvi expressar minha opinião e só tenho a lamentar pelos que pensem diferente disso.
   Um homem decente, seja ele dominador ou não, vai ter a decência de comprar tudo novo para usar com sua nova parceira, mulher, submissa ou o que for.   Mesmo que sejam cordas e me desculpem os shibaristas, bondagistas e afins, quando eu digo tudo, é tudo mesmo; não só por uma questão óbvia de higiene, mas também por não trazer para a nova relação lembranças de outras, é uma questão de respeito ao outro indivíduo.
   Constantemente me deparo com sujeitos que declaram cheios de orgulho que eles tem X e Y acessórios, como se aquilo pudesse me atrair de alguma forma, mas tudo o que eu sinto é desprezo pelo mesmo sujeito.  
   Será que é tão difícil assim comprar uns metros novos de cordas, uns acessórios?   Não tem que ser tudo de uma vez, afinal é até gostoso ir acrescentando coisas.   Mas usar o que fora usado em outra?
   Não estou aqui dispensando o uso do preservativo, mas o preservativo é para ser usado no pênis, não nos acessórios, pois se estes não são compartilhados, para que preservativos?    Eles serão usados exclusivamente no mesmo corpo, não precisa de preservativos, precisam de serem higienizados antes e depois do uso.
   Do mesmo modo que o que uma submissa, mulher ou o que for, usou e até pode ter ficado com ela de relacionamentos anteriores, não deveria ser levado ao novo relacionamento.   Se for uma nova relação, que seja nova na íntegra.
   Lamento em dizer, mas infelizmente isso é em parte culpa da pessoa que aceita, que não se respeita não se valoriza e não se faz respeitar e valorizar, o que acaba fazendo com que estes sujeitos de hábitos duvidosos se proliferem no meio.

Bem, esta é a minha opinião e é claro que cada um faz de sua vida o que melhor aprouver, só estou aqui mais uma vez querendo fazer as pessoas pensarem um pouco.

Dorei.





13 outubro, 2011

O que é Dorei Fobofílica


   Durante minhas visitas ao chat a pergunta é clássica: O QUE SIGNIFICA TEU NICK?  Eu canso de repetir a mesma coisa, então fiz este post.
   Claro, é apenas a Fobofílica a que se referem, pois ninguém se pergunta o que significa Dorei, então vou começar explicando pela primeira parte do nickname;
DOREI: Palavra de origem japonesa e significa praticante passiva de shibari, tem quem pense que existem doreis homens e mulheres, mas isto não é verdade, claro que se pode e se faz shibari em homens, mas aí já é outra história que nada tem haver com dorei e é claro que a palavra tem significado mais abrangente, podendo ser escrava, mas sempre será uma referencia a figura feminina.   Sendo assim, se a palavra for Dorei, trata-se de uma mulher.

FOBOFILIA: É uma prafilia fobia = medo; filia = przer/amor (prazer através do medo).   Trata-se de uma parafilia pouco conhecida.



parafilia | s. f.

Designação genérica para comportamentos sexuais que se desviam do que é geralmente aceite pelas convenções sociais, podendo englobar comportamentos muito diferentes e com diferentes graus de aceitabilidade social....



   A psicologia Freudiana condenava todas as parafilias, tratando-as como desvio de conduta mental, mas atualmente isto foi revisto e a psicologia moderna não encara mais as parafilias desta forma.   Para os psicólogos modernos, uma parafilia só é vista como anormalidade no caso de ser a única forma em que o indivíduo sente prazer, ou quando põe a própria vida ou saúde e/ou a dos outros em risco.   Caso contrário é apenas uma outra forma de ter prazer sexual e se for SSC (São, Seguro e Consensual), é encarado como algo normal.
FOBOFILIA:   Fobofilia pode ser uma delícia, muitos sentem excitação com o medo, aliás, dentro das práticas sadomasoquistas, todos vivemos este prazer ao menos em pequena escala, sejam submissos ou dominadores, afinal, o medo de cometer um erro com o submisso em seu poder durante uma sessão não deixa de ser uma excitação para o dominador.   Porém é o submisso que fica com a melhor parte quando tudo funciona.   Mas fobofílico mesmo é aquele que obtém orgasmos por meio desta sensação de medo, seja durante a ação ou imediatamente o término dela.    O fato de sentir excitação com o medo é muito comum e não é o que caracteriza um fobofílico, que é algo muito mais complexo do que apenas sentir tesão com o medo, ele tem orgasmos de fato.
    É preciso salientar que não existem duas pessoas idênticas, o mesmo se dá com os medos de cada um, não são iguais nem mesmo dentro do mesmo indivíduo, quando uma pessoa sente medo, pode sentir medo de diversas formas, e seus medos não são sempre prazerosos, é preciso que o dominador conheça profundamente o submisso e tenha grande conhecimento de sua história de vida, que saiba definir o que será prazeroso e o que pode causar uma seqüela mental que pode ser irreversível, fobofilia é uma parafilia que inevitavelmente passa pela dominação psicológica intensa.   Alguns sentem prazer além do medo, quando sentem ódio, mas isto pode passar do limite e o limiar entre o que é bom e o que é ruim é tênue.   O pavor além do limite, pode desencadear uma reação perigosa, se a pessoa dominada estiver solta, pode atacar o dominador e se estiver presa, pode ficar com grave seqüela mental, mesmo solta a seqüela mental pode ocorrer.

   Falando dos medos, há quem tenha medo de escuro e os que o adoram, há quem tenha medo de ficar confinado e os que adoram, então medo é uma coisa pessoal, não vale comparação.

   É importante não confundir as coisas, tem gente que sente tesão na exposição, pelo medo de ser surpreendido, mas isto não é fobifilia, existem os que sentem excitação em ter a vida em risco, o que pode até ter alguma ligação com fobofilia, mas geralmente não é, pois a fobofilia mesmo depende de estímulos eróticos associada a situação do medo, alternado, na verdade, é uma arte delicada que apenas um verdadeiro Dominador tem a percepção e sensibilidade e paciencia para chegar a pratica-la com maestria.
   Se você se identifica como fobofilico, pesquise e estude para se conhecer bem!


Obs.: É preciso ressaltar que o que é bom no medo, é a ameaça e não a execução do ato, o medo de um bichinho que está em posse do dominador pode ser muito interessante,mas o contato efetivo com ele possivelmente vai estragar a cena e seu efeito.

Por: Dorei.

02 outubro, 2011

Paganismo e BDSM




   Em um agradável contato por comentário em meu blog, a Dorei Fobofilica idealizou:

"[...] meu blog é dirigido única e exclusivamente para textos BDSM, não falo nele apenas do que gosto, falo de tudo o que seja relacionado ao BDSM de uma ou outra forma, mas confesso, não saco nada de paganismo e embora saiba que alguns o ligam ao BDSM, não sei como isto procede, por isto não sei ainda como falar, teria que fazer o que sempre faço, pesquisar, porém se voce tiver um bom texto, que seja imparcial e que fale de paganismo da forma como eu proponho, ou seja, ligado ao BDSM [...]"

Como bom pagão e interessado no real e efetivo Direito à Liberdade Erótico-Afetiva da Humanidade, logo imaginei de que forma eu poderia realizar este desafio.
Através do oráculo virtual [Google] encontrei este trecho no [Wikipédia]:
"As origens históricas do BDSM são obscuras. Durante o século 9 AC, flagelações rituais eram feitas em Artemis Orthia, uma das áreas religiosas mais importantes da antiga Esparta, onde o culto de Orthia, uma religião pré-olímpica, era praticada. Aqui a flagelação ritual chamada de diamastigosis acontecia regularmente. Uma das provas gráficas mais antigas das atividades sadomasoquistas é encontrada em um antigo cemitério Etrusco em Tarquinia. Dentro da Tomba della Fustigazione, no fim do século 6 AC, dois homens são retratados flagelando uma mulher com uma vara e uma mão durante uma situação erótica. Outra referência relacionada à flagelação é encontrada no 6º livro das Sátiras do antigo poeta romano Juvenal (século 1ª e 2º DC), referências podem ser encontradas mais tarde no Satiricon de Petronius onde um delinqüente é chicoteado para excitação sexual. Narrativas anedóticas relatam a humanos que voluntariamente são amarrados, flagelados ou chicoteados como uma substituição do sexo como parte das preliminares remontando ao 3º e 4º século.”
Não deve ser novidade aos meus diletos e eventuais leitores a tônica dos meus textos: todo que temos e somos devemos às civilizações da Idade Antiga. Nós colocamos um tempero mais tecnológico, mas a raiz, a fonte, continua sendo as antigas civilizações.
Uma coisa é saber as possíveis origens do BDSM e seu "vinculo" com o Paganismo, mas não custa lembrar que o termo "Paganismo" foi uma forma chula da Igreja e dos Cristãos xingar as religiões antigas.
Eu devo ressaltar que precisamos ir mais devagar com o andor. Há uma tênue diferença entre o que se entende por BDSM nos dias de hoje e os diversos jogos eróticos e as práticas espirituais ou cerimoniais dos antigos.
Devemos separar pelas intenções, pelos motivos e pela importância. As práticas antigas que são interpretadas como sendo semelhantes às atuais práticas de BDSM ora eram acessórias, ora eram principais; ora eram com intenção espiritual, ora era com intenção erótica. No tempo antigo, um servo era realmente um servo, não alguém que voluntariamente se dispunha a fazer tal papel, com regras bem definidas.
A inserção do prazer, do desejo e do sexo como partes integrantes, fundamentais e esperadas de uma doutrina religiosa apareceu junto com o romantismo e o movimento de reconstrucionismo da Idade Moderna que deram forma ao Neopaganismo, ou Paganismo Moderno, um rótulo que eu uso e acho mais apropriado.
Nas muitas formas do Neopaganismo [ou Paganismo Moderno], eu reconheço que apenas a Wicca [ao menos a tradicional] existe tal inserção e preocupação de forma explícita, seja na forma da organização dos grupos [covines], seja nas ferramentas, seja na liturgia.
Por exemplo:
Dominatrix: a alta sacerdotisa tem um papel semelhante ao da dominatrix.
Bondage: ao entrar no círculo pela primeira vez, o neófito será ritualisticamente amarrado e vendado.
Sado-masoquismo: o açoite está entre as ferramentas usadas no círculo wiccano e não é apenas para mera decoração, ele será ativamente usado nas cerimônias de iniciação.
X-rated: ainda é foco de polêmica e até mesmo de confusão, entre neopagãos, bruxos e wiccanos, mas em alguns círculos tradicionais, há a realização do Grande Ritual real entre a alta sacerdotisa e o alto sacerdote.
Diversidade: as religiões neopagãs são bem diversificadas em termos de gêneros, de preferências sexuais, de papéis sexuais, de formas de relacionamentos e até de práticas inconvencionais para comungar com o divino. Trangênero, poliamor, sado-masoquismo, bondage, dominação, shibari, tantra...todas as formas de amor e prazer são os rituais da Deusa, nós dizemos. Em um mundo ainda oprimido e reprimido sexualmente, nós devemos todos ser vistos como um culto satânico de promíscuos filhos do Tinhoso. Nós apenas estamos trazendo ao mundo uma luta pela liberdade e direitos na única área humana em que ainda estamos estagnados, que é nossa vida erótico-afetiva e reprodutiva.
Este é um aporte pessoal, portanto eu peço aos meus diletos e eventuais leitores que não generalizem nem se escandalizem com estas opiniões.

    Em um comentário aqui em meu blog, o amigo Beto, sugeriu que eu falasse de paganismo, mas eu não entendo muito do assunto e o convidei ou (desafiei, como ele disse), a escrever para eu publicar dando-lhe os devidos créditos, mas ele me surpreendeu não só com a rapidez de resposta, mas também pelo teor do texto que eu simplesmente ADOREI!!!

   Beto, muito grata por sua participação!!!

Seguidores

AVISO:

As imagens contidas neste blog foram tiradas de sites de busca, estando disponíveis livremente na rede, sem fazer referencia aos autores. Entretamto sem o intuito de usar material de terceiros indevidamente, digo que, caso voce seja autor de alguma delas e deseje que a retire, deixe um comentário e a retirarei ou colocarei os devidos créditos se for da tua vontade.

Atenciosamente;
Dorei Fobofílica.