28 junho, 2011

Devoteísmo - Devotees



  Devotees ou devotos são pessoas ardentemente devotados a algo, um defensor entusiasta, um admirador.   Isto é o que dizem os dicionários, mas devoteísmo é também uma parafilia de adoração ou atração física por deficientes físicos.
    Há quem veja os parentes e amigos de deficientes também como uma forma de devotos, porque eles os amam, mas de minha parte vejo que amor temos pela pessoa, não importa como ela seja fisicamente.  Penso mesmo que isto inclua o parceiro sexual, que sim, pode amar a pessoa a despeito de sua deficiência, mas pelo que ela o é, pelo seu caráter e carisma.
    Entretanto, como quase tudo tem dois aspectos, há também aqueles que sentem atração sexual pela deficiência, que não se importam e não conseguem ver a pessoa por sua personalidade, são pessoas doentes que usam dos meios que puder para alcançar seus objetivos, como um colecionador de “troféus”, do mesmo modo que pessoas sem escrúpulos, geralmente homens, “pegam” todas que puderem apenas para fazer crescer a sua lista de “abatidas”.
    É óbvio que não dá para olhar para um devotee ou um psicopata e saber o que são, é preciso observar, ler os pequenos sinais.
    Eu não poderia deixar de comparar isto com o sadomasoquismo, pois creio que o fato de a pessoa ficar de certa forma a mercê do parceiro (na visão do parafílico) por sua deficiência, dá a ele a sensação de domínio, de poder quase absoluto sobre o outro.
    Felizmente existem pessoas que amam as pessoas indepente do que elas são por fora, sem levar em conta o estereótipo.
    Este é um assunto polêmico do qual tenho conhecimento apenas superficial, portanto minha intenção é apenas fazer saber que existe a parafilia e dar uma leve noção do que ela é.
    Para maiores esclarecimentos indico:

9 comentários:

aldrey disse...

Adorei vc ter abordado este assunto ,o problema é sair da normalidade,querer seguir,ficar atrás dos deficientes como loucos,eles tem comunidades,e blog.E andam no meio de todo mundo,e tem muitos na área da saúde,médicos ,enfermeiros ,fisioterapeutas,assim conseguem ficar mais perto dos deficientes...bjs querida

Domme Amanda® disse...

Querida Dorei
Interessante esta assunto, vc como sempre surpreende. Mas é aquilo, vivendo e aprendendo. Eu convivi anos em meu local de trabalho com deficientes auditivos (entre outros) e curiosamente eles casavam entre si, raramente via um ou uma delas casar com pessoas "normais" e o que me causava muita intriga eram os filhos, geralmente lindos e normais.
Nunca havia ouvido falar nesta parafilia. Que coisa. Mas será que aqueles que tem fixação pelos deficientes estão mesmo no controle? Observei casos onde quem levava vantagem nesta relação era o deficiente, ele sim parecia sempre o dono da situação. Mas, se é uma coisa comprovada, quem sou eu para contestar. Mas que é no mínimo intrigante, isto é.
Beijokas menina linda!
D.Amanda®

Domme Amanda® disse...

Adorada Dorei!
Tentei comentar na própria postagem, mas está dando erro, então vamos por ak, rs*.
Primeiramente gostaria de parabenizar o novo banner, lindíssimo. Agradeço tb ao comentário em meu post, vc realmente é um doce! Aproveito para me desculpar na demora em respoder, mas tenho andado com o tempo escasso e entrado pouco na net.
Obrigada pelo mimo. E a propósito, o novo layout do blog esta belíssimo! Tenha uma linda semaninha.
Beijokas
D.Amanda®

Arigi Kuwanna disse...

Olá querida Dorei,
Realmente esse é um assunto muito delicado e fico feliz q o tenha abordado aki, muitas pessoas não levam em consideração o fato de que as pessoas "especiais" como costumo chamar, tbm amam, tbm sentem atração, tbm tem os mesmos desejos e sonhos q td mundo, claro q como vc msm disse é um assunto polêmico e carregado de tabus e preconceitos, e claro, é necessário cuidar sempre com carinho daqueles que mais necessitam, sendo eles "especiais" ou não, saber dicernir sempre entre o saudável e a insanidade.
Sempre bom estar aqui!
Bjos se cuida e tenha uma linda semana

Bandy disse...

Levo o seu banner con migo, pode velo

{princess kitty}龍戦士 disse...

Oi querida!

Eu já tinha ouvido falar alguma coisa a respeito disso, pois tenho uma amiga muito querida que é paraplégica e sofreu esse tipo de assédio, de uma pessoa conhecida. Felizmente ela reconheceu o problema a tempo e se afastou da tal pessoa, depois disso ela conheceu outro rapaz, se apaixonaram e casaram, e tem uma relação saudavel e feliz, a deficiência não atrapalha em nada, as pessoas podem amarem e serem felizes da mesma maneira. O que importa é a pessoa. Porém no caso do devoteísmo como você mesma disse, isso não interessa, o que interessa a eles é a condição fisica para suprir a parafilia deles e como tão bem disse a Aldrey a questão de perseguir, etc, que foi o que a minha amiga passou tbm.

Como sempre ótima abordagem

Miaubeijos querida =^.^=

GANDALF disse...

Antes demais,parabens pelo novo logotipo do blog...ESTA LINDO ;o)
Mais um excelente texto,sobre o qual tenho muito pouco conhecimento,mas que chama a atenção para alguns desequilíbrios.

beijinhos Dorei

EU SOU NEGUINHA disse...

Linda menina...
Como sempre um excelente texto.
Passando para deixar um super beijo em ti

Ayeska disse...

Oieee Dorei!!
Repito seu blog é Inteligente e lindo!!
Lendo e Aprendendo...
Excelente post.
Beijos doces carinhosos e ótimo findi!

Ayesk@

Seguidores

AVISO:

As imagens contidas neste blog foram tiradas de sites de busca, estando disponíveis livremente na rede, sem fazer referencia aos autores. Entretamto sem o intuito de usar material de terceiros indevidamente, digo que, caso voce seja autor de alguma delas e deseje que a retire, deixe um comentário e a retirarei ou colocarei os devidos créditos se for da tua vontade.

Atenciosamente;
Dorei Fobofílica.

Leio e Indico