Slides e Links de Todas as postagens

11 fevereiro, 2011

Por que caminhos anda o BDSM?


Por que caminhos anda o BDSM?

Não tenho aqui a intenção de criticar ninguém, mas tem coisa que minha mente não consegue alcançar, talvez seja fruto de minha incapacidade, mas as vezes vejo certas coisas pelo meio BDSM que não consigo entender mesmo.  
   Eu vivo a D/s com o Dono, sem me preocupar com platéia, com o que vão pensar os outros, com termos que ferem a ortografia do meu país, como por exemplo, ‘Dono de mim’.   Não nos preocupamos com o conceito alheio sobre que fazemos da nossa relação SM, porque o que nos importa é que ela seja boa para nós, então ele quer me submeter e me amar, me castigar e me acarinhar, me dar dor enquanto me dá prazer, porque isto me dá prazer, por que dá prazer a ele.   Vivemos isto sem alarde, sem anunciação e sem por o público no meio de nós.   Sem pedir opinião, sem pedir aprovação, sem votação, sem imagens para outros verem, sem nem mais nada que nos evidencie, porque somos egoístas com a nossa relação, porque ele é egoísta com o que possui.  
   Talvez por isto eu não consiga compreender certos comportamentos que observo.
   Realmente acho lindo um texto de declaração de afeto, da submissa pelo Dono e o contrário também, principalmente o contrário, porque submissa se declarando é mais que natural, dificil é ver um Dom de verdade, que ame o que possui, que cuide, que zele, que não divida, que seja egoísta e que não tenha a expectativa de construir um harém de submissas no intuito de se mostrar como o machão, aquele que tem mais de uma submissa, pois no final são todas insatisfeitas, ele não consegue dar mesmo atenção a todas como se deve, como uma mulher, seja ela submissa ou não, merece receber do seu homem, do seu macho.   Um Dominador de verdade, vai muito além do chicote que empunha, da humilhação e do prazer que proporcione, ele quer aquela mulher que para ele é preciosa, guardada, exclusiva, indivisivel.   Ele não a expõe mais do que seja prazeroso para ela.
   Agora tem essa coisa que vejo por aí de expandir os limites indefinidamente.   O que é isto, minha gente?!    Todos temos que ter um limite final, é da natureza humana, embora eles sejam variáveis de acordo com cada indivíduo, mas a expansão deles tem que ter um limiar onde terminar.   A coisa está de um jeito que virou teatro, moda, exposição, promoção do “Dom” por intermédio de seu “harém” que ele chama de canil.    Deus!!!  Sou cadela de luxo então, pois não pertenço a um canil, fico sobre a cama, afagada e castigada sim, mas não durmo no chão enquanto o homem que deveria estar junto a mim dorme na cama, entre outras coisas...  Não tenho “irmãs”, até quero experimentar menage-a-trois, mas sei que não terei uma irmã, já me foi muitas vezes anunciado isto e me sinto feliz de verdade assim.   Me preocupo com o que vejo declarado por muitas submissas, que acreditam mesmo que um homem, só por ser Dominador, seja dono da verdade absoluta, como se elas não fossem capazes de pensar e de julgar se o caminho por onde estão sendo conduzidas é realmente bom para elas.
   Não estou aqui criticando ninguém, apenas tentando fazer pensar um pouco!

Por: Dorei.


18 comentários:

SEX IS MY LIFE disse...

Belo questionamento... uma demonstração íntima de sobriedade e personalidade.
Uma senhora posição de muita oersonalidade.
Adorei o post!

{Malú}_MTONNY disse...

Meu anjo, tu andas lendo meus pensamentos rsrs...vc foi única nesse texto, quem ama cuida e se cuida será cuidado..a mulherada antes de amar tem q se amar primeiro.Já li coisas q me assustaram como mulher, ler q uma passou com um plug o dia todo na rua e se dizer feliz com isso? fala sério, coitada dessa perereca rsrs..penso q um dono q usa sua escrava com frequencia jamais vai maltratar sua peça a esse ponto, pq ela vai querer usufruir de um corpo são, vir arrebentar uma escrava e sumir por um mes ou dois meses é facil, Sou usada, amada, torturada e deliciosamente cuidada, isso é o BDSM.Falar de uma relação q mesmo entre chibata, velas e outros brinquedinhos q amamos rs serve pra sermos felizes e jamais uma peça de teatro.Parabéns minha linda menina, feliz em te ler como sempre sensata e pratica...bj em ti e abraço em seu DONO.

princess kitty disse...

Olá linda!

Eu adoro discutir sobre as diversas maneiras de se ver e viver o BDSM. Acho que seu post aborda muito bem isso.Eu tenho algumas maneiras pecualiares de enxergar as coisas dentro da D/s.Eu quis viver o BDSM para ser feliz e não para ficar sofrendo.Tive a sorte e a persistência de encontrar uma pessoa que entende e aceita perfeitamente a minha forma de encarar isso.Daqui uns dias vou fazer uns posts falando sobre isso, não vou me alongar demais no seu comment rsrs :P Mas o que eu queria dizer é que você esta de parabéns. Porque o importante é assumir o que queremos e gostamos se medo de pré julgamentos por não ser o òbvio, o tradicional. Miaubeijos e continue sempre sendo você mesma, linda e autêntica! =^.^=

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

Olá Dorei,

ótima reflexão a tua e com certeza ratificada pelo teu Dono.

Existe tanta coisa no meio BDSM que eu não consigo entender; e outras que não posso aceitar, mais tento fechar os olhos para tais coisas, com o objetivo de não acabar julgando, já que fetiche e desejo é de cada um.

Mas o teu texto reflete, penso eu, o que a maioria das submissas e Dominadores sérios e/ou que mantenham uma relação séria e responsável pensam.

A exposição não me desagrada, acho válida, seja por exibicionismo ou por mando do Dono, porém, há e se fazer bem feito, pra não cair num circo de horrores.

O que me incomoda de fato, é a horda de submissas e Dominadores que fazem leilão de si mesmo. Isso acho terrível.

Como pode uma submissa terminar uma relação de tempo longo com seu Dono, copnforme ela mesma citava varias vezes, que vira e mexe diz ama-lo e viver numa cumplicidade enorme, e finda a relação, uma semana depois, esta com outro (esse nem é o problema, acontece)porém, ja escreve e exclama que o ama e nunca fez uma entrega dessa forma?
Pera lá, e o tempo? E o conhecimento?
A não ser que ainda encoleirada com o antigo Dono, já estivesse conversando e negociando com outro......Enfim...

E os Dominadores que parecem fantasmas, e como voce bem disse, tem canil, mais permitem que sua coleira rode pelo meio como se peão fosse, mostrando a total falta de seriedade e competência?
Mas são ótimos em divagações, elocubrações quando se "acham" ofendidos....e pior, rs, ainda se dão ao luxo de responder ao que eles acham terem sido os insultos. Ora, se não são capazes de diferenciar um comentàrio de um insulto de fato, que me perdoe, mais será dificil mostrar-se um Dominador. Serio, acho graça até.

Isso é apenas uma amostra do quanto as coisas estão fora do lugar....kkkk

Mas c'est la vie!

Beijos carinhosos,

ÍsisdoJUN

Dorei Fobofílica disse...

Ísis, minha Bela;

Adorei teu comentário, me dá a oportunidade de falar, o BDSM é livre, mas o que não concordo é com a coisa feita de forma que sutilmente, persuasivamente, fira a submissa, que muitas vezes não é feliz de verdade se expondo, mas faz isto por acreditar que não tem direito nenhum e por medo de perder a coleira, passa por cima de si mesma, se permitindo magoar até o mais fundo da alma, para satisfazer desesjos malévolos de "dominadores" que não zelam pelo que possuem, mas vi a muito tempo que voce sente prazer na exposição, que isto te dá prazer e é isto o que importa, fazer porque gosta, porque te faz feliz.
No post tenho a intenção de fazer pensar e teu comentário é de ótimo valor.
Quando a ratificação de meu Dono, tenho autorização de postar diretamente tudo que eu queira, porque ele confia em mim, mas de tudo o que posto vai uma cópia para a caixa de e-mail dele, se por ventura algum dia ele reprovar, sei que me fará retratar no meu próprio blog.

Saudações a teu Dono e beijos em ti!

aldrey disse...

Aprendo muita coisa aqui no teu blog
bjs

Miss Tery disse...

Que sensatez.. magnífico post..

Acho que muita gente, nesse período, nesse início de ano, está colocando na balança e depois colocando a boca no mundo..

Pena, que quem tem que ler e aprender , não o faz.. Mas, nós que escrevemos, opinamos, tb não desistimos de um BDSM levado a sério, como disse no meu selo.

Beijocas Dorei.. muito bom ler vc.
Saudações a teu Dono!

MissTery

gabyshiffer disse...

Eu não entendo nada sobre o assunto, ou quase nada...
mas concordo no ponto onde você fala que os seres humanos tem que ter um limite para determinadas práticas...
acho que se não fosse pelos limites as coisas poderiam ser consideradas irracionais e no caso coisas descontroladas, coisa de um animal irracional e se temos o poder de pensar temos o dever de viver sob um parâmetro que pelo menos nos satisfaça.
E se você e o seu marido são felizes fazendo as coisas dentro de um limite tanto melhor.O importante é ser feliz.
Quanto aos que passam do limites na prática dos seus prazeres acabam caindo na insatisfação e ai acho que não tem graça...
Bem naum entendo nada, mas é isso que eu penso...rs
:)
Vim lhe desejar bom findi
Beijos na alma!

"Ser feliz não é ter uma vida perfeita.
Mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância. Usar as perdas para refinar a paciência. Usar as falhas para esculpir a serenidade. Usar a dor para lapidar o prazer. Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência."
Augusto Cury

hayal{CSoG} disse...

Olá Dorei...

Parabéns pelo seu texto...
Eu entendi seu ponto de vista e apenas gostaria de comentar sobre irmãs de coleira.
Eu não tenho uma irmã de coleira, tenho mais que isso, tenho uma Mistress, a qual eu devo respeito e quando meu Dono esta ausente, é a ela que eu devo obedecer.
Servimos juntas ao Dono, pq mesmo ela sendo Free Companion de meu Sr, ela tmb é submissa Dele.
Posso te garantir, que meu Dono sabe conduzir muito bem essa relação e que me sinto completamente realizada neste relacionamento.
Minha Mistress é um amor de pessoa, nos divertimos muito quando estamos juntas, temos cumplicidade e acima de tudo, sabemos que temos nosso lugar na Casa e na vida de nosso Dono.
Sabemos que não dividimos um Dono, e sim, somamos para que nossa relação seja a mais harmoniosa e completa possivel, e assim agradamos a Ele e somos felizes tmb.
Compreendo que tenha dominadores que ficam distribuindo coleiras sem ter o minimo de noção que estão mexendo com sentimentos,mas tmb existe os Dominadores que sabem realmente como levar um relacionamento, com mais de uma sub, muito a serio.
Mais uma vez parabéns pelo post, e por seu blog, que é tão lindo e educativo....
Meus respeitos ao teu Sr. e meu carinho a vc
hayal{CSoG}

{umbra}_MD disse...

Gostei do que li aqui.
É a tua opinião.
Partilho dela em alguns aspectos.

Falando na relação de MD e Sua umbra,vivemos uma relação nossa!!
Sem o intuito de ser igual ou identica a nenhuma outra relação D/s.

Somos discretos,e gostamos de o ser.

Onde eu vou um pouco em desencontro a ti,refere-se á exposição,esta por meio de fotos no blog, é tido por nós,casal como um marco importante da nossa relação...a perca do meu medo e superação do mesmo,em relação ao expor o meu corpo.

Hoje,tenho orgulho em o fazer.
É fazê-lo pelo brilho nos olhos do Dono,quando me vê e por orgulho em mim mesma.

Mais uma vez...Parabéns pelo post.

Cumprimentos a teu senhor e beijos doces,

{umbra}_MD

{Júlia}Domador disse...

ihhh Dorei... passei aqui pra te dar um beijo, li teu post, concordo contigo digamos 70%... porém gostei da forma colocada por vc... faz refletir... só não quero me estender pq ando meio que pisando em ovos rsrs...

Fica aqui meu bju e o desejo de uma tarde de domingo tranquila

melissa disse...

Olá,
Vm conhecer seu espaço e gostei do seu bom gosto.
Volterei mais vezes.
Saudações SM e mineiras.

Luna_Gabo*Bad Wolf* disse...

Excelente seu post! As pessoa pessoas precisam precisam aprender a se respeitarem mais e aos outros também.

Lindo seu blog! Cheio de informação e beleza.

BJS!

Luna_Gabo

Arigi Kuwanna disse...

olá Dorei, vim retribuir a visita e o carinho, me desculpe por levar tanto tempo, mas como expliquei na 2ª parte da história, essa semana foi terrível. hoje q realmente estou tendo tempo de sentar-me aki e responder os comentários e tbm ler os posts de vcs, olha, vou admitir, eu não sou sub. mas concordo plenamente com vc. td tem q ter um limite e uma mulher não pode permitir td de um homem, seja ele dom. ou não.
BDSM sim! mas com responsabilidade, segurança e amor de ambas as partes, senão não vale.
anotado seu msn.
Obrigada msm pelo carinho, e era só saudade de alguém q amo muito e q agora está com Deus.
"transformo minhas lágrimas em poesia para aliviar a alma e alimentar os sonhos."
Bjos se cuida e tenha uma linda semana.

Arigi Kuwanna disse...

Oie, voltei, que bom q vc está gostando da história :-)
fiquei muito feliz de saber.
Bjinhos tchau! tenha uma linda semana.

submissa flor de cristal{LB} disse...

Dorei,passando para desejar um lindo e maravilhoso Dia Internacional do Amor. Que vc celebre com as pessoas que vc tanto ama e que fazem parte da sua vida!

Quanto ao tema, penso que muita coisas precisam ser discutidas e pensadas como vc tão bem discorreu aqui. Pena que faltam onde buscar informações sérias com relação ao BDSM. Lord Byron e eu vivemos um relação D/s onde o SSC é a palavra de ordem. E este ao meu ver é o pilar mais forte que o BDSM tem para se firmar.

E sempre muito proveitoso ler vc quando o assunto é BDSM, Parabéns!

Beijos carinhosos, minha tão querida amiga do coração!

flor de cristal{LB} .

princess kitty disse...

Oi Dorei!

Já comentei aqui, hoje estou passando só pra te deixar um carinho, um beijo, nesse Valentine's Day!

Miaubeijos querida e fique bem sempre! =^.^=

Erótica.plus disse...

É, minha nega... Texto bom é texto que faz pensar e causa essa exposição de opiniões ai. Valeu! Muito bom mesmo. bjs.

Seguidores

AVISO:

As imagens contidas neste blog foram tiradas de sites de busca, estando disponíveis livremente na rede, sem fazer referencia aos autores. Entretamto sem o intuito de usar material de terceiros indevidamente, digo que, caso voce seja autor de alguma delas e deseje que a retire, deixe um comentário e a retirarei ou colocarei os devidos créditos se for da tua vontade.

Atenciosamente;
Dorei Fobofílica.