VISITE brinquedos diversos

28 outubro, 2010

LITURGICOS E NÃO LITURGICOS NO CHAT






 Partindo do óbvio, que o sadomasoquismo já é discriminado demais pela sociedade, não precisamos de mais discriminações entre nós, mas é o que mais acontece.   No chat, onde se encontram muitos litúrgicos metidos a ditadores de regras, vem aqueles tais donos da verdade absoluta, dizer como os outros, principalmente nós as submissas, como devemos nos comportar.   Ora veja!   Nunca vi nada mais ridículo do que ditadores num meio como o sadomasoquista.   Regras devem ser feitas entre os respectivos pares, o Top determina como seu botton deve agir e ponto final.

   É claro, não sigo nenhuma liturgia e respeito quem as segue, afinal, é o respeito as escolhas dos outros que deveria prevalecer neste mundo tão restrito e marginalizado, talvez assim conseguíssemos mostrar a sociedade que existe o sodomasoquismo erótico que nada tem de criminoso.

   Falemos do chat; as submissas em suas coleiras virtuais, que também já usei um dia, nada as impede de quando queiram, entrarem no chat não identificadas, a mesma coisa está para os dominadores, nada os impede de usar vários nicknames.   Muitas submissas que conheço, entram no chat com outros pseudônimos para ver se são assediadas  por seis Donos, e alguns dominadores entram com diversos pseudônimos, porque se dizem seguidores da política de só ter uma escrava e na verdade dá um nickmane diferente para cada uma de suas escravas.    Visto isto, pessoalmente tudo me parece muito teatral.

   Pelos chats também vejo o comportamento que reafirmo, respeito, mas que aos meus olhos é estranho, refiro-me a submissos chamando a todos os dominadores (nem todos merecem o título que ostentam) de senhor e senhora.

Os switches como ficam nesta história?   São senhores ou não?   Eu fico bestificada, muitas vezes me parece que o submisso é de todos, pois a todos ele chama de senhor, quando acho que isto é um tratamento tão especial, que deveria ser exclusivo de seu Dono ou Dona.    De toda forma, é o desejo deles, ou suponho que seja, só nos cabe aceitar e respeitar, o que não dá direito a ninguém, de impor regras de liturgia escrita sei lá por quem e nem me interessa, aqueles que não são litúrgicos.   Gostaria de saber se tem um manual de comportamento registrado             que determine ser obrigatório este tipo de comportamento em chat SM.    Fala sério!

   Quando um fanático vem a mim tentando impor suas regras, fico muito preocupada, sinto ali o cheiro de um possível fanático psicopata entre nós, aquele tipo perigoso que comete atos de violência física e psicológica sem que seja SSC (são, seguro e consensual), e é disto que quero tratar, que os chats não são lugar para efetivamente fechar um compromisso de relacionamento, que é mais um meio para se trocar impressões, por isto, mesmo sabendo que se corre o risco de ter parte de nossa vida exposta se não for tomado o devido cuidado, eu sempre procuro falar em aberto, porque entro no chat para trocar conhecimento e para me divertir com amigos além de ver boas imagens do assunto, quando elas aparecem.   Não estou dizendo que não há possíbildade de encontrar alguém interessante, mas não é o lugar para fechar isto como certo e partir direto para um encontro a sós, seria uma irresponsabilidade, mas é sim um bom lugar para se fazer uma pré seleção e tomar cuidado com os fanáticos, com os ignorantes que nos abordam com tamanha ignorância nos chamando de nomes pejorativos, como se o chat fosse lugar para isto, mas esta é uma outra história que abordo da próxima vez.

   Para finalizar, liturgia BDSM só é boa para quem aprecia, não determina se o sujeito é praticante o fato de ele não ser litúrgico, ao contrário, o não litúrgico pode muitas vezes, ter os pés mais dentro da realidade daquilo que pratica do que os que o são.   E chat não é harém de escravas onde todos são donos e podem por suas tantas e diversas regras.


Por Dorei Fobofílica


Um comentário:

wilson disse...

Mais uma vez concordo em gênero, número e grau com o texto integralmente, pois chat é apenas um meio de conhecermos pessoas que compartilham das nossas preferências, não um fim em si. Quanto aos doutos que se dizem melhores porque sabem de cor as tais regrinhas que não sabemos quem as instituiu, parece-me que são, em sua grande maioria, seres virtuais, pois na realidade devem carregar frustrações imensas.

AVISO:

As imagens contidas neste blog foram tiradas de sites de busca, estando disponíveis livremente na rede, sem fazer referencia aos autores. Entretamto sem o intuito de usar material de terceiros indevidamente, digo que, caso voce seja autor de alguma delas e deseje que a retire, deixe um comentário e a retirarei ou colocarei os devidos créditos se for da tua vontade.

Atenciosamente;
Dorei Fobofílica.

Seguidores

Leio e Indico

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...